domingo, 27 de março de 2016

CONCORDÂNCIA NOMINAL - 1º TRIMESTRE 2016

CONCORDÂNCIA NOMINAL
REGRA GERAL:
O artigo, o numeral, o adjetivo e o pronome adjetivo concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número.
Ex.: Dois pequenos goles de vinho e um calçado certo deixam qualquer mulher irresistivelmente alta.
Os nossos médicos descobriram a cura da doença.
Passamos bons momentos juntos.

1 - Pronome ou numeral substantivo e diversos termos da oração que se relacionam com eles, como artigos, pronomes adjetivos, numerais adjetivos e particípios também podem concordar:
Exemplos:
A menina estudiosa passou no vestibular.
O menino estudioso passou no vestibular.
As meninas estudiosas passaram no vestibular.
Os meninos estudiosos passaram no vestibular.


OBS
Adjetivo anteposto concorda com o mais próximo.
Observaram-se boa disciplina, estudo e trabalho.
Casos específicos de concordância nominal
Adjetivo caracterizando vários substantivos:
- O adjetivo concorda em gênero e número com o substantivo que está mais próximo. Pode também assumir a forma no masculino plural, na existência de um substantivo masculino e um feminino.
Exemplos:
A faca e o garfo dourado estão na gaveta.
O garfo e a faca dourada estão na gaveta.
As facas e os garfos dourados estão na gaveta.
Os garfos e as facas douradas estão na gaveta.
A faca e o garfo dourados estão na gaveta.
O garfo e a faca dourados estão na gaveta.

- Com substantivos do mesmo gênero no singular, o adjetivo pode ficar no singular ou no plural.
Exemplos:
Viram a rua e a casa deserta.
Viram a rua e a casa desertas.
A vontade e a inteligência humana.
A vontade e a inteligência humanas.
O carro e a bicicleta envenenada (os).
O trabalho e as realizações conseguidas (os).

- Se forem substantivos próprios ou substantivos que exprimam graus de parentesco, o adjetivo deve ficar no plural.
Exemplos:
Meus simpáticos tios e tias me fizeram uma surpresa.
Os contentes Pedro e Álvaro foram os campeões do torneio.

- Adjetivo caracterizando pronomes pessoais concordará em gênero e número com o pronome a que se refere.
Exemplos:
Ela ficou animada com a notícia.
Ele ficou animado com a notícia.
Elas ficaram animadas com a notícia.
Eles ficaram animados com a notícia.

- Um substantivo com dois ou mais adjetivos: três possibilidades de concordância nominal.
Estudamos a civilização grega e romana.
Estudamos a civilização grega e a romana.
Estudamos as civilizações grega e romana.

3 - Quando um adjetivo, caracterizando um único substantivo, irá concordar em gênero e número com esse substantivo.
Exemplos:
Seus olhos castanhos olhavam-me silenciosamente!
A blusa amarela é minha.

4 - Vários adjetivos no singular caracterizando um único substantivo:
- O substantivo permanece no singular quando há presença de um artigo entre os adjetivos, mas fica no plural quando os adjetivos se apresentam sem artigos ou outros determinantes.
Exemplos:
Fiquei aprendendo coisas novas com a professora americana e a francesa.
Fiquei aprendendo coisas novas com as professoras americana e francesa.

5 - Verbo ser + adjetivo:
- O adjetivo faz concordância com o substantivo quando há presença de artigos ou outros determinantes, mas permanece no masculino e no singular quando o substantivo se apresenta isolado.
Exemplos:
A alegria é benéfica para todos!
Alegria é benéfico para todos!

6 - Pronome indefinido neutro + de + adjetivo:
- Com os pronomes indefinidos neutros nada, algo, muito, tanto… mais a preposição ”de”, o adjetivo deve ficar no masculino e no singular.
Exemplos:
Ela não tem nada de encantador.
Ele não tem nada de encantador.
Elas não têm nada de encantador.
Eles não têm nada de encantador.

7 - Palavra só como adjetivo:
- Tendo o significado de sozinho, a palavra atua como adjetivo, devendo concordar em número com o substantivo que caracteriza. Quando são adjetivos, serão variáveis. Quando são advérbios, serão invariáveis.
Exemplos:
A criança ficou .
As crianças ficaram sós. (Adjetivo)
Depois da briga, restaram copos e garrafas quebrados. (Advérbio)
Meu avô está .
Meus avós estão sós.

OBS:
A locução adverbial “a sós” é invariável.
Ex.: Preciso falar a sós com ele.

8 - Com as expressões: é proibido, é necessário, é bom, é preciso e é permitido, o adjetivo permanece no singular e no masculino, se mantendo invariável, quando não há presença de artigos ou outros determinantes do substantivo, mas varia em gênero e número quando há presença de artigos ou outros determinantes do substantivo.
Exemplos:
É proibido visitação das instalações durante horário laboral.
É proibida a visitação das instalações durante o horário laboral.
É necessário respeito e tolerância para se viver em sociedade.
São necessários muito respeito e muita tolerância para se viver em sociedade.
É proibido entrada de estranhos.
É proibida a entrada de estranhos.
É necessário chegar cedo.
É necessária sua chegada.

9 - As palavras: anexo, obrigado, mesmo, próprio, incluso e quite devem concordar em gênero e número com o substantivo que caracterizam.
Exemplos:
A fotografia vai anexa ao curriculum.
Os documentos irão anexos ao relatório.
Por favor, leia as informações anexas.
As próprias professoras resolveram a falta de condições das salas de aula.
Eu e você estamos quites.
Envio-lhes, inclusas, as certidões.
Incluso segue o documento.
A professora disse: muito obrigada.
O professor disse: muito obrigado.

Obs:
- Quando precedido da preposição em, fica invariável.
A fotografia vai em anexo.
Ele mesmo fará o trabalho.
Ela mesma fará o trabalho.

- “Mesmo” pode ser advérbio quando significa realmente, de fato. Será, portanto, invariável.
Exemplos:
Maria viajará mesmo para os EUA.
Ele próprio fará o pedido ao diretor.
Ela própria fará o pedido ao diretor

10 - As palavras: bastante, caro, barato, muito, pouco, longe e meio, muito, sério, alto são invariáveis quando funcionam como advérbios. E serão variáveis quando funcionar como adjetivo.
Exemplos:
Os homens eram altos.
Os homens falavam alto.
Poucas pessoas acreditavam nele.
Eu ganho pouco pelo meu trabalho.
Os sapatos custam caro.
Os sapatos estão caros.
A água é barata.
A água custa barato.
Viajaram por longes terras.
Eles vivem longe.
Eles são homens sérios.
Eles falavam sério.
Muitos homens morreram na guerra.
João fala muito.
Ele não usa meias palavras.
Estou meio gorda.
bastantes alunos interessados na palestra.
Essas compras ficaram muito caras!
Vou comprar aqueles chinelos baratos.
Apenas preenchi meia folha de papel com as informações necessárias.
bastantes motivos para sua ausência. (Bastantes será adjetivo de motivos)
Os alunos falam bastante. (Bastante será advérbio de intensidade, referindo-se ao verbo)

11 - As palavras alerta e menos, embora atuem como adjetivos, são advérbios, permanecendo sempre invariáveis.
Exemplos:
Os cachorros ouviram barulho e ficaram alerta.
Assim, há menos confusão!
Havia menos professores na reunião.
Havia menos professoras na reunião.
O aluno ficou alerta.
Os alunos ficaram alerta.

12 - Com as expressões um e outro, uma e outra, num e noutro, numa e noutra, o adjetivo deve ser escrito no plural, embora o substantivo permaneça no singular.
Exemplos:
A diretora achou um e outro funcionário cumpridores.
Você pôs isso numa e noutra gaveta arrumadas?


Atenção!
1 - A concordância nominal pode ser também irregular, ocorrendo silepse, ou seja, concordância mental ou figurada com um substantivo que não está explícito na frase, mas sim subentendido.
Exemplos:
Minas Gerais é encantador! (A palavra estado está subentendida)

2 - Concordância dos particípios
Os particípios concordarão com o substantivo a que se referirem.
Exemplos:
Os livros foram comprados a prazo.
As mercadorias foram compradas a prazo.
OBS:
O juiz tinha iniciado o jogo de vôlei.
A juíza tinha iniciado o jogo de vôlei.



Fonte: http://www.normaculta.com.br/concordancia-nominal/
http://portugues.uol.com.br/gramatica/concordancia-nominal-.html

Autoria: Tiago Novo Faria - http://www.coladaweb.com/portugues/concordancia-nominal

Nenhum comentário:

Postar um comentário