segunda-feira, 20 de junho de 2016

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

ORAÇÕES SUBORDINADAS
As conjunções subordinativas são classificadas em substantivas e adverbiais e as adjetivas. As integrantes introduzem orações subordinadas substantivas (subjetiva, objetiva direta, objetiva indireta, completiva nominal, apositiva e predicativa). As adverbiais introduzem orações que indicam uma circunstância adverbial relacionada à oração principal, são subdivididas em: causais, condicionais, consecutivas, comparativas, conformativas, concessivas, temporais, finais, proporcionais. Veja o quadro abaixo:
Conjunções Subordinadas Substantivas
Classificação
Sentido
Principais conjunções
Integrantes
Sem valor semântico específico, apenas ligam orações.
Que, se


Orações Subordinadas Substantivas
São orações que exercem uma função de dependência e de substantivo. Só existe conjunção subordinada integrante nas orações subordinadas substantivas.
Oração subordinada substantiva
Função
Subjetiva
Sujeito
Objetiva direta
Objeto Direto
Objetiva Indireta
Objeto indireto
Completiva Nominal
Complemento Nominal
Apositiva
Aposto
Predicativa
Predicado


Oração subordinada substantiva subjetiva:
Caracterizam-se por:
- Presença de verbos unipessoais (acontecer, constar, convir, importar, parecer, urgir, suceder):
Convém\ que os jogadores treinem com determinação para a final.
Consta\ que nenhum candidato reclamou do resultado do concurso.
- Verbo de ligação, seguido de predicativo do sujeito:
É preciso \que cada um assuma suas responsabilidades.
É claro\ que vamos comemorar seu aniversário.
- Verbo transitivo direto na voz passiva sintética, na 3ª pessoa do singular (com o pronome se na função de partícula apassivadora):
Falou-se\ que nenhum dos acusados teve direito de defesa.
Diz-se\ que ele é um dos maiores fazendeiros da região.
- Verbo transitivo direto na voz passiva analítica (verbo ser + particípio)
Foi falado\que nem todos os funcionários receberão aumento salarial.
Foi dito\ que nenhum crime ficará impune.

Oração subordinada substantiva objetiva direta:
Confesso /que estou um pouco surpresa.
Eu achava\ que o casamento era parecido com uma montanha russa.
Não sei se poderei viajar nas férias.
Oração subordinada substantiva objetiva indireta:
Desconfio \ de que não sou só eu.
Oração subordinada substantiva completiva nominal:
Não existe evidência conclusiva\ de que realmente se comuniquem.
Oração subordinada substantiva predicativa:
Minha esperança é\  que algum golfinho me salve.
Oração subordinada substantiva apositiva:
Eu só lhe peço uma coisa: que você respeite as leis.
Só não consigo entender uma coisa: por que eles estão resistindo? – as apositivas podem ocorrer sem a presença de conjunção.



Nenhum comentário:

Postar um comentário